CNPL e FST definem ações contra as reformas do governo Temer (PMDB)

Emissão de Guias

Clique para gerar a guia.Ir

Cursos e Eventos

 

Acesse nosso portal de eventos.ir

Artigos

 

Acessar artigos IR

Clipping

CNPL na mídiaIR

Smaller Default Larger

CNPL e FST definem ações contra as reformas do governo Temer (PMDB)


A Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL) participou nessa quarta e quinta-feira, 10 e 11 de maio, em Brasília/DF, de reuniões do Fórum Sindical dos Trabalhadores (CNPL) para deliberação do calendário conjunto de ações para combater a aprovação das “Reformas” Trabalhista (PL 6.787/16) e Previdenciária (PLC 38/17), estabelecidas pelo governo Temer (PMDB). O encontro aconteceu na  sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC).

Por unanimidade, o movimento sindical decidiu pelo fortalecimento do manifesto “Ocupe Brasília”, no dia 24 de maio, contra a retirada de direitos trabalhista e previdenciário. O ato é encabeçado pelas centrais sindicais e acaba de ganhar força das entidades sindicais que representam cerca de 80 milhões de trabalhadores em todo país.

As entidades sindicais também se comprometeram em realizar forte trabalho parlamentar junto aos deputados e senadores, no Congresso e nos estados. O objetivo é destacar todos os pontos críticos existentes nos projetos em tramitação que representam retrocesso social. O corpo-a-corpo seguirá calendário em vários dias para que o diálogo aproximado seja consolidado com todos os parlamentares.

Nesse sentido, os representantes sindicais apresentarão emendas para contribuir na redação das pautas em tramitação, conforme pleito da classe trabalhadora. A proposta é garantir a preservação da atual proteção socialmente estabelecida na legislação trabalhista e previdenciária.

A plenária do FST também aprovou a “denúncia” às organizações internacionais do trabalho, frente ao cenário político, econômico e social do país. As entidades sindicais encaminharão documento formal pontuando todos os prejuízos que as reformas do governo irão impactar aos trabalhadores à: Organização Internacional do Trabalho (OIT); Confederação Sindical Internacional (CSI); Confederação Sindical das Américas (CSA); a União Mundial das Profissões Liberais (UMPL); Universidade dos Trabalhadores da América Latina (UTAL); Instituto Latino Americano de Cooperação e Desenvolvimento (ILACDE); Organização das Nações Unidas (NOS); entre outras.

Participação

A CNPL esteve representada pelo presidente, Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, pelo secretário Administrativo, Ramiro Lubian Carbalhal, pelo secretário de Finanças, Wilson Wanderlei Vieira, pelo assessor Parlamentar, André Santos e pela assessoria Sindical e Jurídica, Zilmara Alencar.

Texto: Assessoria de Comunicação CNPL
Fotos: Assessoria de Comunicação CSPB

Pin It
porno
sohbet hatti
porno izle
sohbet numaralar
porno video

CNPL nas Redes Sociais

bedava film izle - hd mac izle