CNPL estabelece agenda de luta para combater política de extermínio à proteção social

Emissão de Guias

Clique para gerar a guia.Ir

Cursos e Eventos

 

Acesse nosso portal de eventos.ir

Artigos

 

Acessar artigos IR

Clipping

CNPL na mídiaIR

Smaller Default Larger

CNPL estabelece agenda de luta para combater política de extermínio à proteção social

Em reunião online de Diretoria, no dia 24 de maio, em Brasília/DF, a Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL) estabeleceu diretrizes de luta para combater o ataque frontal estabelecido pela política de extermínio à proteção social. A entidade realizará, no dia 19 de junho, em Brasília/DF, um seminário em continuidade ao trabalho iniciado no seminário de novembro do ano passado “Pela democracia social, não à reforma trabalhista”.

A proposta é reunir representantes sindicais de diversas categorias de profissionais liberais para fomentar o debate, tendo como base três eixos centrais: negociação coletiva, parcerias e custeio sindical. Juntos, dirigentes de entidades sindicais de todo o país poderão construir uma nova história no movimento sindical brasileiro, tendo em vista a tentativa de fragilização da luta em defesa dos trabalhadores, estabelecida pela reforma trabalhista.

No âmbito da negociação coletiva, a CNPL pretende unificar e intensificar a atuação das entidades da base filiada a partir do entendimento de que a negociação coletiva é um forte instrumento de valorização e autonomia das entidades sindicais, na luta pela defesa de direitos dos trabalhadores representados. Nesse contexto, é importante ressaltar que os sindicatos são peças-chave, considerando que as convenções ou acordos coletivos de trabalho terão, obrigatoriamente, a participação de representantes de sindicato, autorizado pela categoria em assembleia geral para esse fim, conforme prevê os artigos 612 e 613 da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.

Acerca das parcerias, a proposta é ampliar em várias frentes a atuação do movimento sindical para contribuir com o forte trabalho das entidades sindicais em todo o território nacional. Essa análise e a construção coletiva de novos caminhos serão formalizadas durante o seminário, de forma conjunta, democrática e transparente. Todas as iniciativas traçadas coletivamente serão voltadas para estabelecer fontes alternativas para fortalecer a luta sindical.

Os dirigentes da CNPL ressaltam que os trabalhadores precisam ter conhecimento acerca dos prejuízos gerados em seis meses de vigência da reforma trabalhista. Para a CNPL, conhecer o cenário de desconstrução de direitos municia os trabalhadores no entendimento acerca do papel das entidades sindicais, nas ações de resistência contra o massacre social e também conscientiza os trabalhadores neste ano eleitoral no ato de escolha de seus candidatos. Em breve, será divulgada a programação completa do seminário nos canais de comunicação da CNPL.

Pin It
porno
sohbet hatti

Acesso Rápido

sohbet numaralar
porno video

CNPL nas Redes Sociais

canli porno - sex - pornolar