Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 3ª Região-RS pretende implantar programa “Preparando para o Futuro”

Criado em Sexta, 20 Janeiro 2017 11:19

Em reunião com o presidente da Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL), Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, nessa segunda-feira, dia 16 de janeiro, em Brasília/DF, o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 3ª Região-RS (CRECI-RS), Márcio Bins Ely, afirmou que pretende expandir o programa “Preparando para o Futuro”, de autoria da CNPL, na entidade, como forma de incentivar a inclusão social de adolescentes e jovens, por meio do primeiro emprego.

O presidente do CRECI-RS, Márcio Bins Ely, que também é vereador e líder de bancada da Câmara Municipal de Porto Alegre (PDT), participou do lançamento do Programa, no dia 21 de novembro, e reforçou a importância de expandir a adesão do “Preparando para o Futuro” em todo o país. “Realizamos um estudo para verificar o melhor formato de trabalho para adesão do programa no Conselho. Iniciamos também um diálogo aproximado com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) do Rio Grande do Sul para viabilizar, o quanto antes, a implantação do programa, tendo em vista o importante compromisso com os direitos humanos e com o bem-estar social que ele promove”, assegurou. 

 

Durante a reunião, Márcio Bins Ely também assegurou que, com base na vasta experiência classista da CNPL, pretende adotar, além do “Preparando para o Futuro”, ações já utilizadas no dia-a-dia da Confederação, no Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 3ª Região-RS. 

Carlos Alberto Schmitt de Azevedo parabenizou a iniciativa do CRECI-RS em ampliar o Programa na entidade. “A parceria corrobora com a proposta inicial do programa que almeja, além da colocação dos jovens no mercado de trabalho, garantir a transformação social desses adolescentes e jovens aprendizes, de forma gradativa, em âmbito nacional”, completou. 

Preparando para o Futuro

O Programa foi inspirado no Programa Adolescente Aprendiz, instituído pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 2012, e é regulamentado pela Lei de Aprendizagem nº 10.097/2000. “Preparando para o Futuro” oportunizará o primeiro emprego para adolescentes e jovens entre 14 e 24 anos, em todo o país, com a duração do contrato de trabalho de até dois anos. Durante esse período, o jovem será capacitado na entidade, combinando formação teórica e prática. Antes de ingressar na entidade sindical, o aprendiz selecionado receberá treinamento específico para iniciar o trabalho.

O jovem que tiver interesse em participar do precisa estar regularmente matriculado e com alta frequência às aulas, e se já houver concluído o ensino médio, também poderá ser um Jovem Aprendiz CIEE; além de precisar ter disponibilidade para o programa com duração de dois anos, sendo até 6 horas diárias.