Generic selectors
Somente termos específicos
Buscar em títulos
Buscar em conteúdo
Buscar em posts
Buscar em páginas

Estrangeiros que trabalham no Brasil enviam até US$ 500 milhões para fora

Outras notícias

...

Realizada a eleição da nova diretoria da CNPL

A eleição para a gestão da Confederação Nacional das Profissões Liberais para o quadriênio 2021/2024, foi realizada na última semana…

Cartilha “Bem estar animal – respeito e responsabilidades”

O médico veterinário e Presidente do SIMVERJ Claudio Sergio Pimentel Bastos lançou a cartilha “Bem estar animal - respeito e…

18 de outubro: Dia do Médico

A Escola de Cirurgia da Bahia foi a primeira escola de ensino superior de medicina no Brasil. Criada na época…

Dia nacional do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional

No dia 13 de outubro comemora-se o dia nacional do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional. Em 2015, por meio da…

Profissionais que deixaram os países em crise em busca de emprego no Brasil transferiram quase US$ 500 milhões aos familiares apenas nos seis primeiros meses deste ano. Aqueles que optaram por abrir o próprio negócio não têm do que reclamar

 

Se os brasileiros começam a mostrar preocupação com o aumento do desemprego, já que o país terá o terceiro ano de baixo crescimento, aos trabalhadores estrangeiros, não faltam razões para comemorar. Com as nações de origem em crise, algumas delas mergulhadas na recessão, eles conseguiram no Brasil boas colocações. E, melhor, parte importante dos salários está sendo remetida aos familiares que continuam sofrendo com as agruras da crise.

Dados dos Banco Central mostram que nunca os trabalhadores estrangeiros que atuam no Brasil mandaram tanto dinheiro para fora: somente nos primeiros seis meses do ano, foram enviados US$ 442,7 milhões, 9% a mais que em igual período do ano passado e quase a metade dos US$ 953,4 milhões enviados para cá pelos milhões de brasileiros que vivem no exterior. No primeiro semestre de 2012, os gringos haviam transferido R$ 406,6 milhões aos familiares. No mesmo período de 2011, haviam sido U$ 403,7 milhões, entre janeiro e junho de 2010, US$ 391,3 milhões.

Fonte: Correio Braziliense

]]>