Movimento Sindical a favor do Trabalho Decente

Smaller Default Larger

Movimento Sindical a favor do Trabalho Decente

A Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL, juntamente com a Central Única dos Trabalhadores – CUT, União Geral dos Trabalhadores – UGT e Força Sindical, as filiadas brasileiras da Confederação Sindical Internacional – CSI, participou hoje, dia 7, em São Paulo (SP), em frente à Superintendência Regional do Trabalho – SRT/SP, de um ato público convocado em nível mundial pela CSI a favor da implantação do Trabalho Decente, Justiça para os Trabalhadores e Trabalhadoras e Justiça Climática. Pariticiparam do evento trabalhadores ligados à várias categorias, entre eles os profissionais liberais.

 
Ao se dirigir aos trabalhadores presentes, o presidente da CNPL, Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, reforçou o caráter emblemático de o encontro do movimento sindical com representantes do governo brasileiro na luta pela imprlantação do trabalho decente, uma reivindicação urgente e inegociável dos trabalhadores de todo o mundo,  acontecer em São Paulo, cidade que é uma referência econômica e de políticas de  trabalho para o restante do País.

“Os tempos presentes não permitem mais a exploração da mão de obra barata, as baixas condições de salubridade oferecida aos trabalhadores, o império da informalidade e a crescente precarização das relações de trabalho através das quais  países e empresas transnacionais suprimem direitos e conquistas dos trabalhadores em escala global” afirmou Azevedo.
 
Para o presidente da CNPL, o ato público também serviu para inserir o movimento sindical nas discussões das questões das mudanças climáticas que ameaçam não só a vida humana, mas também as condições de sobrevivência planetária.
 
“O mundo é nossa casa e nós, dirigentes sindicais, temos o dever e a obrigação de estendermos essa luta como parte das conquistas que almejamos por um mundo mais justo, humano e fraterno”, conclui Azevedo.
 
Na ocasião, os dirigentes sindicais presentes procederam a entrega de uma Declaração ao Superintende Regional do Ministério do Trabalho e Emprego em São Paulo,Luiz Antônio de Medeiros Neto,  para ser encaminhada ao ministro Manoel Dias, onde as entidades sindicais explanam os pontos básico de apoio ao movimento global pelo Trabalho Decente. Confira a íntegra da declaração abaixo:
 
 
 
São Paulo, 07 de outubro de 2014.
 
 
À Sua Excelência o Senhor
Manoel Dias
Ministro do Trabalho e Emprego do Brasil
Brasília - DF
 
C.C.
À Sua Excelência o Senhor
Luiz Antônio de Medeiros Neto
Superintendente Regional do MTE/SP
São Paulo/SP
 
 
Senhor Ministro,
 
Neste 7 de outubro, a Confederação Sindical Internacional (CSI) está realizando a Jornada Mundial pelo Trabalho Decente com o lema "Justiça para os trabalhadores e trabalhadoras, Justiça climática".
 
Em defesa dos nossos recursos naturais e contra a contaminação e a exploração da classe trabalhadora, estamos nas ruas por um modelo de desenvolvimento sustentável, com manutenção e ampliação de direitos, geração de emprego e renda.
 
O caminho do diálogo social construído em nosso país nos últimos anos demonstra ser o mais correto para garantir e aprofundar avanços, enfrentando os abusos do grande capital, principalmente o especulativo, que cresce parasitando a economia e inviabilizando a produção.
 
Nossa unidade e mobilização são a principal garantia para a construção de uma nova sociedade, em que todos e todas possam usufruir das riquezas coletivas.
 
Por isso defendemos:
 
- Garantia de direitos trabalhistas: contra a terceirização;
 
- Fim do fator previdenciário e fortalecimento da Previdência Pública;
 
- Reforma agrária;
 
- 10% do PIB para a Educação;
 
- 10% do Orçamento para a Saúde;
 
- Pela redução da jornada de trabalho sem redução salarial;
 
- Igualdade entre homens e mulheres: salário igual para trabalho igual;
 
- A não regulamentação das cooperativas de trabalho;
 
- O fim dos constantes processos de "pejotização" da força de trabalho dos profissionais liberais;
 
- Pela democratização da comunicação;
 
- Pela paz, contra a guerra!
 
 Atenciosamente,
 
João Antonio Felicio
Confederação Sindical Internacional - CSI
 
Victor Baez
Confederação Sindical da Américas - CSA
 
Vagner Freitas de Moraes
Central Única dos Trabalhadores do Brasil - CUT
 
Carlos Alberto Schmitt de Azevedo
Confederação Nacional das Profissões Liberais - CNPL
 
Miguel Torres
Força Sindical
 
Ricardo Patah
União Geral dos Trabalhadores do Brasil - UGT

Pin It
porno
sohbet hatti

Acesso Rápido

sohbet numaralar
porno video

CNPL nas Redes Sociais

canli porno - sex - pornolar