Administradores de Minas Gerais comemoram data máxima da categoria

Smaller Default Larger

Administradores de Minas Gerais comemoram data máxima da categoria

Decorridos 48 anos da regulamentação da Lei que criou a profissão, vive-se hoje na Administração uma fase de consolidação de imagem e de afirmação perante os segmentos econômicos e sociais no País.

Do ponto de vista do Presidente do Sindicato dos Administradores no Estado de Minas Gerais SAEMG, Adm. Antônio Eustáquio Barbosa, a ciência da administração, embora milenar, pois remonta, empiricamente, ao início da civilização, somente começou a ser delineada como técnica fundamental para aplicação no trabalho, por teóricos como Adam Smith, Taylor e Fayol, dentre outros formuladores, a partir dos séculos dezoito e dezenove.

 

Antônio Eustáquio considera que foi a partir da criação da primeira escola de Administração nos Estados Unidos no ano 1930, que a profissão começou a despontar mundialmente, o que influiu para a sua regulamentação no Brasil, em setembro de 1965, com a assinatura da Lei 4769 e a posterior criação dos Conselhos Federal e Regionais da categoria.

O SAEMG, presidido por Antônio Eustáquio, foi fundado em 1974, sendo considerado, atualmente, como uma Entidade que desfruta, nacionalmente, de tradição, prestígio e conceito, dentre os sindicatos similares da categoria.

Nesse quase meio século de existência, em que a quarta geração de trabalhadores chega ao mercado, estima-se que existam no Brasil perto de dois milhões de bacharéis, diplomados nas muitas faculdades que disponibilizam o curso nas várias regiões do País.

É nas regiões de maior concentração de Administradores em atividade que se pode aferir uma média de remuneração em torno de R$ 5.000,00 para os profissionais com até cinco anos de formados e não ocupantes de funções de chefia, não sendo computados neste indicador, portanto, esclarece o presidente, aqueles que exercem cargos de nível gerencial e de diretoria, cujos salários e bônus oscilam de acordo com cada segmento empresarial e com a qualificação e tempo de experiência do ocupante.

Com relação à importância da categoria e do profissional de administração na sociedade, Antônio Eustáquio enfatiza o crescente aumento de procura desses profissionais para participarem da direção nas empresas públicas e privadas, já que os responsáveis, tanto de um setor como do outro, já se conscientizaram que o grande e grave problema por que passa o País na saúde, na segurança, na infraestrutura, no operacional e financeiro, principalmente, e em muitos dos grupos empresariais em processo expansão,  somente será  solucionado com a adoção de uma gestão profissional e plenamente qualificada. Isso sem falar, completa Antônio Eustáquio, nas microempresas e empresas de pequeno porte, cuja maior problema está n o gerenciamento.

No relacionamento atual do sindicato e dos Administradores nas empresas mineiras, a situação é de um constante luta  por condições adequadas  de trabalho  que prestigiem e favoreçam   o Administrador , missão em certo ponto   facilitada  por ser o   SAEMG  reconhecido como uma Entidade que procura conciliar, como não poderia deixar de ser, a necessidade e qualidade de vida  do trabalhador,  as condicionantes  do mercado e o objetivo empresarial,  que é, sobretudo,  gerar lucro.

Na área pública existem, ainda, algumas distorções  com relação aos concursos , que nem sempre destacam o profissional de Administração na mesma  categoria salarial de outras profissões  e na ocupação, por  profissionais de outras áreas,  de cargos privativos da administração.  Estas são, inclusive, segundo Antônio Eustáquio,  reivindicações constantes do SAEMG, além  de melhores remunerações, fixação de um piso salarial justo ,  não terceirização  da  atividade fim nas empresas e órgãos públicos, redução  da jornada de trabalho para 40 horas semanais,  isonomia salarial com outras categorias quando na ocupação de cargos semelhantes e uma participação efetiva  nas negociações de acordos e convenções coletivas de trabalho.

Essa é uma bandeira que o SAEMG agora divide, através do ENDISA, integrado pelos  dirigentes sindicais da Administração de todo o Brasil  e  cujo terceiro encontro será realizado em São Paulo,  com os outros sindicatos estaduais,  as federações, confederação e, naturalmente,  com a CSB,  cuja criação veio fortalecer, ainda mais, a representação sindical e  preencher  o espaço de representatividade política e institucional ,  completou o presidente do SAEMG. 

Fonte: Assessoria de Imprensa SAEMG

Pin It
porno
sohbet hatti

Acesso Rápido

sohbet numaralar
porno video

CNPL nas Redes Sociais

canli porno - sex - pornolar