Renan defende fortalecimento das Confederações de Trabalhadores

Smaller Default Larger

Renan defende fortalecimento das Confederações de Trabalhadores

Os dirigentes do Fórum Sindical dos Trabalhadores foram recebidos em Brasília nesta quinta-feira, 12 de setembro, pelo presidente do Senado,Renan Calheiros (PMDB-AL).

O coordenador nacional do FST, Lourenço Ferreira do Prado, apresentou uma série de reivindicações em defesa da CLT, dos direitos trabalhistas e dos aposentados. Também pediu agilidade na definição de temas como a reforma política, reforma do sistema financeiro e um novo pacto federativo.

Lourenço entregou ao presidente do Congresso Nacional um documento oficial assinado por 18 confederações, representativo do anseio de 40.000 milhões de trabalhadores brasileiros.

Presente à reunião, o presidente da Confederação Nacional das Profissões Liberais - CNPL, Carlos Alberto de Azevedo, reforçou a participação dos profissionais liberais no sentido de bem encaminhar as demandas das diversas categorias que compõem o leque das profissões liberais.

“Defendemos um olhar mais atento do poder público, em todas as suas esferas, aos anseios dos trabalhadores brasileiros que têm sido negligenciados governo após governo, independentemente de seu matiz ideológico ou partidário. Está mais do que na hora de os formuladores de políticas públicas e sociais entenderem que o futuro do País reside na sua força de trabalho”, afirmou Azevedo.

“Nós estamos fazendo um fórum para resolver o pacto federativo. Um dos principais problemas é o indexador das dívidas públicas. Essas dívidas são antigas e precisam ser resolvidas. Muitos estados fazem novos empréstimos, com liminares do Supremo Tribunal Federal, mesmo sem ter capacidade de endividamento. É uma política fiscal sem freio. Isso precisa mudar”, afirmou o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Renan Calheiros também convidou os participantes do FST a participarem da próxima sessão temática do Senado, na quinta-feira, 19 de setembro, que vai discutir o financiamento para a área de saúde. “Essa é uma pauta importante, defendida pelos trabalhadores”, disse Renan.

Vetos

O Fórum Sindical dos Trabalhadores solicitou ao presidente do Senado a votação de vetos presidenciais que são do interesse dos empregados, entre eles o que acaba com o Fator Previdenciário e o que trata da regulamentação da profissão de comerciário. O presidente Renan Calheiros disse que há um entendimento dos líderes partidários de colocar em votação, no prazo de 30 dias, os novos vetos presidenciais.

“Vetos recentes trancam a pauta e serão apreciados em 30 dias. Os vetos que ficaram para trás, não serão colocados em votação. Esse é o entendimento firmado pelos líderes do Senado e da Câmara. Para analisar essas matérias, elas terão que ser transformadas em novas propostas legislativas e votadas novamente pelo Congresso”, explicou Renan Calheiros. Ao lado do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), o presidente Renan Calheiros defendeu o fortalecimento das confederações de trabalhadores e disse que vai dar agilidade às demandas trazidas pelos representantes das entidades de classe.

Câmara

Também estava prevista para hoje uma reunião dos líderes do FST com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB/RN), porém, por acúmulo de compromissos o encontro foi adiado para a próxima semana.

Fonte: Assessoria de Imprensa do FST 

Pin It
porno - sohbet numaralar canlı porno - sex - sohbet hatları - pornolar - porno video
sohbet telefonları

Acesso Rápido

CNPL nas Redes Sociais