Generic selectors
Somente termos específicos
Buscar em títulos
Buscar em conteúdo
Buscar em posts
Buscar em páginas

Técnicos Industriais comemoram seus 35 anos de movimento sindical com curso de formação da CNPL

Siga e curta a CNPL nas Redes Soiais :)

Facebook
Facebook
Twitter
Instagram

Outras notícias

...

Jovens são os mais afetados pela piora do mercado de trabalho e comprometem futuro da Previdência

Por Luiz Guilherme Gerbelli e Marta Cavallini*, G1 Desemprego entre jovens chega a 40% em alguns estados; sem contribuir para…

TST invalida acordo que previa trabalho extra habitual em dias de compensação

Para a SDI-1, o sistema compensatório não atendeu à sua finalidade. A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1) do…

Técnica de enfermagem vai receber em dobro por trabalhar em feriados

la trabalhava em turnos de 12 X 36. A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou a Biocor Hospital…

Discussão sobre reforma da Previdência pode ser encerrada hoje; acompanhe

Na semana passada, 71 deputados discursaram a favor e contra o parecer que muda as regras para aposentadoria no Brasil,…

O presidente da Federação Nacional dos Técnicos – FENTEC, e 1º vice-presidente da Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL, deu início, na manhã deste dia 21/8, no Hotel Braston, em São Paulo (SP), às comemorações alusivas aos 35 anos do Movimento Sindical dos Técnicos Industriais, com a abertura de um Curso de Formação Sindical oferecido pela CNPL, às categorias representadas pela FENTEC.

 

“A realização deste curso, no âmbito das comemorações dos 35 anos do nosso movimento, destaca o esforço histórico da CNPL, com início na gestão do ex-presidente Luiz Eduardo Gautério Gallo e fortificada na atual gestão do atual presidente, Carlos Alberto Schmitt de Azevedo, em cumprir o seu objetivo primeiro de qualificar e atualizar os profissionais liberais brasileiros, através da capacitação e formação de novas lideranças. Este curso é uma grande oportunidade de os líderes sindicais das categorias dos técnicos brasileiros se posicionarem frente aos novos desafios do movimento sindical”, disse Wilson Wanderlei.

A vice-presidente da CNPL e coordenadora do Comitê de Formação da entidade, Maria Terezinha Oscar Govinatski, destacou a alegria de toda a direção da Confederação em poder participar das comemorações junto à FENTEC, apresentando este curso e formação. “Temos a mais absoluta certeza que o nosso ‘time’ de palestrantes terá muito a oferecer e acrescentar os companheiros técnicos de todo o Brasil, presentes neste grande evento”, ressaltou Maria Terezinha. Presença internacional O diretor-geral da Universidade dos Trabalhadores da América Latina- UTAL, Efrén Delgado Vargas, prestigiou a abertura do curso e as comemorações dos 35 anos do movimento sindical dos técnicos. O dirigente internacional participava de um evento da UTAL, em Praia Grande (SP), o 2º Seminário Oficina de Desenvolvimento de Quadros em Liderança e Condução, voltado para a região do Cone Sul. “Neste seminário contamos com a participação de 22 companheiros e companheiras com o intuito de aprofundar três temas fundamentais: em primeiro lugar a necessidade de criação de novas lideranças sindicais; em segundo lugar a organização da classe trabalhadora; e em terceiro lugar, definir o cenário e o diagnóstico e estratégico do espaço onde as novas lideranças vão atuar em benefício dos lideradosas”, esclareceu Efrén Vargas. Sindicalismo plural [caption id="attachment_729" align="alignleft" width=""]Ricardo Patah e Wilson Wanderlei[/caption]O presidente da União Geral dos Trabalhadores – UGT, Ricardo Patah, aproveitou sua passagem pelo evento para, além de parabenizar a categoria dos técnicos industriais, ressaltar o papel da CNPL na condução de novas políticas sindicais e enfatizou sobre a necessidade de o movimento sindical participar de forma mais ativa nas questões políticas brasileiras, em especial neste momento de eleições gerais.

“É muito importante que o dirigente sindical tenha um posicionamento político claro e definido mas, acima de tudo, no trato com a entidade deve prevalecer o sentimento de pluralismo, uma vez que ela agrega diversas tendências e preferências que devem ser respeitadas e estimuladas como ideal democrático”, definiu Patah.
 
 Assessoria de Imprensa / Comitê de Divulgação CNPL

]]>

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial