Generic selectors
Somente termos específicos
Buscar em títulos
Buscar em conteúdo
Buscar em posts
Buscar em páginas

Receita digital é válida enquanto durar a pandemia

Outras notícias

...

Mulheres trabalhadoras e o Covid-19

A CSA, junto com seu Comitê de Mulheres Trabalhadoras das Américas (MTA), elaborou um documento trazendo à luz os diversos…

NOTA DE REPÚDIO

A FENAMEV e seus Sindicatos filiados repudiam veementemente o comportamento desrespeitoso de diversas personalidades políticas, profissionais da saúde e sites…

É sancionada lei que cria linha de crédito aos profissionais liberais

O Projeto de Lei do Senado que cria linha de crédito especial para os profissionais liberais foi sancionado, com vetos,…

Como andam as PECs 71/1995 e 196/2019 que influenciam no funcionamento dos sindicatos

A PEC 71/1995 de autoria do Jovair Arantes, à época do PSDB/GO, dá nova redação ao inciso IV, artigo 8º,…

Foi publicado no Diário Oficial da União na última quinta-feira (20), a promulgação de dois dispositivos relacionados à autorização da prática da telemedicina em todas às áreas da saúde enquanto durar a pandemia de Covid-19, dentro do escopo da lei nº 13.989/2020.

O primeiro dispositivo que retorna é a validade das receitas médicas em suporte digitais. Contudo, para que sejam válidas, é preciso que tenham a assinatura eletrônica ou digitalizada do profissional que a prescreveu. Assim, fica dispensada sua apresentação em meio físico. A outra mudança se refere ao período pós-pandemia, quando caberá ao Conselho Federal de Medicina (CFM) a regulamentação da telemedicina.

Cabe ressaltar que a lei nº 13.989/2020 estabelece que o atendimento mediado por meio virtual, deve seguir os mesmos procedimentos de um atendimento presencial, incluindo os padrões éticos.

Em abril, esses dispositivos foram vetados pelo presidente Jair Bolsonaro. Tais impedimentos foram derrubados pelo Congresso Nacional.